FISIOTERAPIA NO PÓS-OPERATÓRIO DE ARTROPLASTIA TOTAL DE QUADRIL

Gleiciele da Conceição Barbosa, poliane Ferrari

Resumo


A Artroplastia Total de Quadril (ATQ) é um procedimento cirúrgico caracterizado pela substituição articular que se torna necessário se houver degeneração da articulação que impossibilite a realização de Atividades da Vida Diária (AVDs), tornando-as dolorosas, e se após condutas conservadoras não houver melhora da função e da qualidade de vida do paciente. As vias de acessos cirúrgicos comumente utilizados são o anterolateral, lateral, póstero-lateral e posterior e há dois tipos de fixação para a artroplastia: a cimentada e a não cimentada. Em virtude das alterações que ocorrem no pós-operatório, o indivíduo apresentará complicações durante a fase aguda, derivadas de processo álgico, evoluindo para um quadro de hipotrofia, redução de mobilidade articular e dificuldade em deambular. Torna-se indispensável a intervenção fisioterapêutica imediatamente no pós-operatório, com o objetivo de validar a reabilitação. Sob esse viés, o presente trabalho visou analisar os resultados e benefícios obtidos através da cinesioterapia na (ATQ), com o objetivo de verificar o efeito do tratamento sobre a força muscular, propriocepção e equilíbrio no período pós-operatório. Observou-se também a funcionalidade da marcha do paciente submetido ao procedimento cirúrgico no processo de reabilitação, discorrendo sobre a eficácia dos exercícios terapêuticos no pós-operatório de ATQ, através de pesquisa bibliográfica. O aprofundamento dessa discussão, em diálogo com os autores citados, permite a conclusão de que houve melhoria do quadro clínico nos pacientes que realizaram fisioterapia no pós-operatório de ATQ, demonstrando a importância do tratamento precoce na recuperação da funcionalidade e qualidade de vida do paciente.

Palavras-chave


Artroplastia Total de Quadril. Funcionalidade. Cinesioterapia. Reabilitação Fisioterapêutica.

Texto completo:

PDF


Locations of visitors to this page