ISOMORFISMO COERCITIVO E DIVULGAÇÃO CONTÁBIL EM CLUBES DE FUTEBOL BRASILEIRO

Allan Pinheiro Holanda, Augusto Cézar de Aquino Cabral, Sandra Maria dos Santos, Maria Naiula Monteiro Pessoa

Resumo


No ano de 2013, o CFC publicou a resolução nº 1.429 que aprovou a ITG 2003, tal resolução buscou estabelecer as novas normas contábeis, com base em normas internacionais, para as entidades desportivas brasileiras. Esta pesquisa estabeleceu como objetivo geral investigar o nível de isomorfismo coercitivo nas práticas de divulgação contábil nos clubes de futebol brasileiro. Adotou-se uma métrica baseada na ITG 2003 (CFC, 2013) para o nível de divulgação de informações contábeis. A amostra foi composta por 49 clubes de futebol que publicaram suas Demonstrações Contábeis em seus sites. Como principal resultado obteve-se que os clubes de futebol brasileiro apresentaram uma institucionalização de 43% das demonstrações / informações exigidas pela ITG 2003 (CFC, 2013). Tal resultado forneceu subsídios para se rejeitar a hipótese conceitual de que os clubes de futebol brasileiro apresentam alto nível de isomorfismo coercitivo para a divulgação de informações contábeis.

Palavras-chave


Isomorfismo Coercitivo; Divulgação Contábil; Clubes de Futebol

Texto completo:

PDF


Locations of visitors to this page