Contribuição do uso de técnicas de controle ou modulação do comportamento infantil pelo Enfermeiro na abordagem de pacientes oncológicos pediátricos.

Isabela Galasso, Raquel A. Belinho, Hercília Regina do Amaral Montenegro, Tacíria Machado Bezerra, Aluizio Antonio de Santa Helena, Helen Dias Ribeiro, Mauro Romero Leal Passos, Dennis de Carvalho Ferreira

Resumo


RESUMO: O artigo propõe um estudo de técnicas de controle ou modulação do comportamento infantil que podem contribuir para que o enfermeiro realize a abordagem de pacientes infantis com câncer e também demonstra os desafios encontrados por este profissional quando realiza esta assistência. Trata-se de uma pesquisa qualitativa do tipo bibliográfica, em que ocorreram consultas dos bancos de dados de bibliotecas virtuais como a SCIELO, BDENF, LILACS E GOOGLE ACADÊMICO. Os principais resultados obtidos na pesquisa foram à assistência diferenciada, com base na humanização e na promoção da saúde integral do paciente infantil. Portanto o presente artigo chama a atenção de Enfermeiros que atendem pacientes oncológicos sobre a importância do conhecimento de técnicas de controle ou modulação do comportamento infantil, assim como da aplicação dessas para facilitar na assistência de enfermagem e promover resultados satisfatórios para os pacientes.

Palavras-chave


enfermagem, câncer infantil, hospitalização e oncologia

Texto completo:

PDF


Locations of visitors to this page