PREVISÃO DE ARRECADAÇÃO DO IMPOSTO SOBRE SERVIÇO DE QUALQUER NATUREZA (ISS) A PARTIR DA METODOLOGIA BOX-JENKINS

Dimas Barrêto de Queiroz, Edilson Paulo, Aneide Oliveira Araújo, Lucas Lucio Godeiro

Resumo


O objetivo dessa pesquisa consistiu em verificar o nível de adequação da metodologia Box-Jenkins para prever a série de 12 observações mensais da receita com o imposto sobre serviço de qualquer natureza (ISS) do ano de 2013. Foram selecionados três municípios com dados disponíveis desde 2005 e entre os dez com maiores PIB do Brasil: Rio de Janeiro, Manaus e Porto Alegre. Os resultados apontaram um modelo auto regressivo integrado de média móvel com sazonalidade (SARIMA) como o mais adequado. Os municípios de Manaus e Porto Alegre seguem um processo de média móvel de primeira ordem - MA (1), enquanto Rio de Janeiro segue um processo de média móvel de segunda ordem - MA (2). As projeções para o ano de 2013 revelaram erros de previsão equivalentes a 1,09%; 2,55% e 1,21% para Rio de Janeiro, Manaus e Porto Alegre, respectivamente. Comparando os valores anuais projetados pelo modelo elaborado e pelas prefeituras para 2013, observou-se que os valores estimados pela metodologia Box-Jenkins foram mais precisos nos municípios do Rio de Janeiro e Porto Alegre. A pesquisa concluiu que essa metodologia é adequada para estimar uma série mensal de ISS, podendo auxiliar os gestores no processo de elaboração dos orçamentos públicos.

Palavras-chave


ISS; Box-Jenkins; SARIMA

Texto completo:

PDF


Locations of visitors to this page