GÊNERO, TRABALHO E MIGRAÇÃO: LUGARES DE HOMENS E DE MULHERES NA LAVOURA DE CAFÉ DO SUL DE MINAS GERAIS

Celso Antônio Spaggiari Souza, Rita de Cássia Santos Freitas

Resumo


Este estudo examina condicionantes econômicos, sociais e culturais que têm levado à migração feminina de comunidades do Norte de Minas e Vale do Jequitinhonha para trabalhos temporários nas lavouras de café do sul de Minas Gerais. Orienta este trabalho a perspectiva de gênero e a relação do tema com as políticas sociais para o campo e para as mulheres rurais, produzidas pelo Estado brasileiro, nos últimos anos. Utiliza-se da descrição/interpretação de relatos na forma de história oral com migrantes na safra 2014 e uma pequena produtora rural, empregadora destes imigrantes. As análises demonstram que a crescente migração feminina para os trabalhos na lavoura de café parece fazer parte do processo social mais amplo que é o de aumento da participação da mulher no mercado de trabalho remunerado e de sucessivas transformações no setor agrário brasileiro. Indicam ainda que a migração feminina pode permitir deslocamentos das fronteiras de gênero, sem produzir, contudo, alterações estruturais nas relações entre homens e mulheres no trabalho rural.

Texto completo:

PDF


Locations of visitors to this page