IMPORTÂNCIA DA TÉCNICA DE REAÇÃO EM CADEIA DA POLIMERASE (PCR) NO DIAGNÓSTICO ESPECÍFICO DE LEISHMANIOSE TEGUMENTAR AMERICANA

JÉSSICA DOS SANTOS GOMES, FERNANDA SANTOS DE OLIVEIRA, SERGIAN VIANNA CARDOZO, RAQUEL DA SILVA PACHECO

Resumo


No Rio de Janeiro a Leishmaniose Tegumentar Americana (LTA) é predominantemente causada por Leishmania (Viannia) braziliensis, cuja transmissão é dependente da adaptação do vetor Lutzomyia intermedia ao ambiente domiciliar e entorno. A doença humana acomete a pele e as mucosas das vias aero-digestivas superiores. As lesões mucosas geralmente aparecem depois de meses ou mesmo vários anos após a cura espontânea ou terapêutica da lesão cutânea primária, ou ainda podem se manifestar simultaneamente. A técnica de Reação em Cadeia da Polimerase (PCR) se mostrou uma ferramenta molecular especifica para detecção de DNA de L. (V.) braziliensis diretamente de amostras clínicas de pacientes com leishmaniose mucosa e/ou cutânea, que foram atendidos no Laboratório de Vigilância em Leishmanioses do Instituto de Pesquisa Clínica Evandro Chagas (IPEC/Fiocruz), demonstrando a importância desta técnica como ferramenta auxiliar no diagnóstico das leishmanioses tegumentares.

Palavras-chave


Leishmaniose Tegumentar Americana; PCR; Lutzomyia intermedia

Texto completo:

PDF


Locations of visitors to this page