FORÇA ISOMÉTRICA, COMPOSIÇÃO CORPORAL E AUTONOMIA FUNCIONAL DE IDOSOS

Phillipe Augusto Ferreira Rodrigues, Carlos Gabriel Avelar Bustamante, Sidnei Jorge Fonseca-Junior, José Fernandes Filho

Resumo


O objetivo do estudo foi investigar a relação da força isométrica, do percentual de gordura e de massa magra com a autonomia funcional de idosos. A amostra foi composta por 29 idosos, sendo 14 indivíduos do sexo masculino (68,18±6,18) e 15 do sexo feminino (75,17±10,21), todos praticantes de treinamento de força. Foram avaliadas a estatura, massa corporal, composição corporal, força de preensão manual, força isométrica de quadríceps e autonomia funcional. Verificou-se, através da correlação de Spearman, em ambos os sexos, relações inversas entre as variáveis de força isométrica e percentual de massa magra com a autonomia funcional; enquanto que relações positivas foram encontradas entre o percentual de gordura e a autonomia funcional. No sexo masculino foram encontradas ainda relações inversas entre o desequilíbrio muscular com a autonomia funcional. A diferença bilateral da força não é significativa na autonomia funcional, portanto quanto maior esta diferença, menor pode ser a autonomia, pois foi observada uma correlação negativa entre estas variáveis para ambos os sexos. O aumento da força, do percentual de massa magra e a redução do percentual de gordura são importantes para uma melhor autonomia funcional, enquanto que o desequilíbrio muscular não foi prejudicial.

Palavras-chave


Envelhecimento, Força Muscular; Tecido Adiposo

Texto completo:

PDF


Locations of visitors to this page