Práticas de ensino de línguas para surdos: contextos e desafios

Vanessa de Oliveira Dagostim Pires, Andréia Gulielmin Didó

Resumo


O objetivo deste artigo é relatar e relacionar duas situações de práticas de ensino de Língua Portuguesa para Surdos (LP/S) em diferentes contextos, procurando refletir a respeito das políticas de educação inclusiva e educação linguística vigentes, a partir dos desafios enfrentados por professores de línguas para surdos. Primeiramente, apresentamos os conceitos de educação para surdos e de LP/S como língua adicional adotados no presente texto. Na sequência, trazemos dois relatos da experiência de ensino de LP/S em uma escola especial para surdos e em uma escola inclusiva, ambas públicas, da região metropolitana de Porto Alegre. Por fim, propomos uma reflexão a respeito destas experiências, e da atual situação do ensino de LP/S, concluindo que, para o ensino de LP como língua adicional para surdos, é indispensável levar em conta a importância da Libras, de recursos visuais e estratégias específicas para estes alunos, pouco encontradas nas práticas relatadas.


Palavras-chave


Ensino de Língua Portuguesa; Educação de Surdos; Educação Inclusiva.

Texto completo:

PDF


Locations of visitors to this page