A PERCEPÇÃO DE COORDENADORES DOS CURSOS SUPERIORES DE FILOSOFIA DE INSTITUIÇÕES PARTICULARES SOBRE A EVASÃO ESCOLAR: UM ESTUDO NA REGIÃO CENTRAL DO RIO GRANDE DO SUL

Rodrigo Roratto, Evandro Dotto Dias, Edenilce Bittencourt Alves, Helenise Sangoi Antunes

Resumo


A realização de um curso superior, para a grande maioria dos selecionados, representa satisfazer ambições, expectativas, aspirações pessoais e profissionais para um futuro mais promissor. Porém, principalmente nos primeiros anos do ensino superior, trancar ou abandonar o curso, também é um comportamento não raro. Assim, o objetivo desta pesquisa é descrever os motivos que causam a evasão dos acadêmicos que cursam Filosofia nas instituições particulares de Santa Maria/RS, através da visão dos coordenadores do curso, a qual poderá ser uma questão medida por um processo de avaliação do ensino em todos os níveis como necessários e fundamentais. É preciso ter claro que o afastamento definitivo de um estudante de determinada oferta educacional é fruto de múltiplos fatores sociais, econômicos, familiares, institucionais e pessoais, os quais se reforçam mutuamente e resulta na chamada evasão. O estudo é de caráter qualitativo, a coleta dos dados foi realizada através de aplicação de questionário/entrevista aos coordenadores dos cursos de filosofia, contendo questões abertas com o objetivo de coletar dados que subsidiassem a pesquisa, possibilitando chegar a um resultado que demonstre tal evasão e quais seus motivos.

Palavras-chave


Evasão. Filosofia. Fatores sociais

Texto completo:

PDF


Locations of visitors to this page