PROCESSO DE ANÁLISE DA QUALIDADE DE VIDA DOS DOENTES RENAIS CRÔNICOS SUBMETIDOS À HEMODIÁLISE

Diogo Amaral Barbosa, Raylton Aparecido Silva, Fernando PEIXOTO QUARESMA, Ruhena Kelber Abrão

Resumo


A qualidade de vida trata-se de um forte indicador de avaliação dos atendimentos prestados pelos serviços de saúde, aliando o processo saúde doença com a efetividade dos procedimentos utilizados para o tratamento e reabilitação. Considerando este contexto, esta pesquisa apresentada teve o objetivo de verificar as pesquisas publicadas quanto à qualidade de vida dos doentes renais crônicos submetidos à hemodiálise, do período de 2003 até os dias atuais. Para alcançar este objetivo o estudo teve uma abordagem quanti-qualitativa, do tipo exploratório, tendo como fonte de informação artigos científicos, além de, dados obtidos do Ministério da Saúde, do Conselho Federal de Enfermagem (COFEN) e de livros. Por todos os aspectos observados nesta pesquisa percebemos que a qualidade de vida é afetada no início do tratamento hemodialítico e principalmente com o passar do tempo, por isto é importante avaliar sempre esta qualidade de vida do paciente renal crônico, além disto, Neste estudo podemos observar que o método mais utilizado para avaliar a qualidade de vida dos pacientes hemodialíticos é o instrumento genérico SF-36, os demais métodos são utilizados em menor proporção, como o questionário “Kidney Disease and Quality-of-Life Short-Form (KDQOL-SF)”, o questionário “Whoqol (World Health Organization Quality of Life) e estudo de campo, através de observação. Podemos notar a diferença entre os estudos quando se aplica ou não questionário, sendo que com a utilização dos questionários há um foco maior ao paciente, com uma visão holística do todo

Palavras-chave


Hemodiálise. Qualidade de Vida. Doença Renal Crônica (DRC).

Texto completo:

PDF


Locations of visitors to this page