REFLEXÕES SOBRE LINGUAGEM, SOCIEDADE E SURDEZ

Marcele Pereira da Rosa Zucolotto, Luciana Rodrigues Ruiz, Najara Ferrari Pinheiro

Resumo


Este artigo visa refletir sobre as relações entre linguagem, sociedade e surdez. O desenvolvimento da linguagem irá induzir a criação do pensamento do indivíduo surdo, a identidade surda e suas relações na sociedade. Assim, por meio de um estudo de revisão teórica, será abordado, primeiramente, o surgimento da linguagem e a aquisição tardia desta pela pessoa surda. Enfoca-se a importância da linguagem tanto em sua dimensão psicológica como social, ou seja, a linguagem constitui subjetividades e também a própria cultura. Em seguida, realizam-se apontamentos sobre a relação entre o contexto social e a surdez, destacando as dificuldades enfrentadas pelo “povo surdo” (STROBEL, 2008) em nossa sociedade. Ao finalizar, discorre-se sobre a Língua Brasileira de Sinais e sua importância no processo de formação da identidade e cultura dos surdos, assim como se chega à conclusão de que o contato precoce com a Língua de Sinais pode garantir ao surdo o desenvolvimento da linguagem, da identidade, a inserção em uma comunidade e em uma cultura que o valorize em suas diferenças.

Palavras-chave


Linguagem; Sociedade; Surdez.

Texto completo:

PDF


Locations of visitors to this page