UMA DISTINÇÃO ENTRE A DIALÉTICA E A REMINISCÊNCIA NO FEDRO DE PLATÃO

Hedgar Lopes Castro

Resumo


O texto contrapõe a dialética à reminiscência, segundo uma leitura do Fedro. O discurso de Lísias sobre o amor, que enseja o diálogo, é alvo do exame socrático. A reminiscência é uma atividade que põe a alma em contato com o que é humano: é a natureza divina que a fundamenta. A dialética é uma atividade que pressupõe um diálogo em busca da verdade, que deve erguer-se no próprio diálogo e não se identifica a uma contemplação individual da origem da alma. O objetivo desse texto é assentar que somente a dialética, não a reminiscência, pode operar um diálogo corretivo do repreensível discurso de Lísias.

Palavras-chave


Discurso. Reminiscência. Alma

Texto completo:

PDF


Locations of visitors to this page