ANÁLISE DAS TEORIAS PECKING ORDER E TRADE-OFF NO CONTEXTO DE ELEVADO ENDIVIDAMENTO DE EMPRESAS BRASILEIRAS

João Victor de Oliveira Souza, Alexandre Teixeira Norberto Batista, Handerson Leonidas Sales, Roberto Silva da Penha

Resumo


Este trabalho teve por objetivo verificar se o comportamento dos fatores determinantes da alavancagem financeira, no contexto brasileiro de endividamento elevado de companhias de capital aberto selecionadas, adere as teorias Trade-off ou Pecking Order. No intuito de verificar a relação entre fatores determinantes e a alavancagem financeira das empresas, foi aplicada a regressão linear múltipla em uma amostra de 217 empresas. Foram consideradas como variáveis explicativas a rentabilidade, o crescimento, o tamanho e o índice de dividendos pagos. O período considerado pela pesquisa contemplou o ano de 2015, ano em que o endividamento dessas empresas se mostrou superior (ECONOMATICA®, 2017). Constatou-se que a rentabilidade possui relação negativa com o endividamento, enquanto, o tamanho, crescimento e índice de dividendos são relacionados positivamente. De modo geral, os resultados sugerem que há predominância de variáveis explicativas que fundamentam a teoria do Pecking Order. Essa conjuntura, dedutivamente, contribuiu para alcance de resultados significativos em todas as dimensões analisadas, diferentemente de alguns estudos anteriores.

Palavras-chave


Endividamento; Pecking Order; Trade-off.

Texto completo:

PDF


Locations of visitors to this page