CUIDADOS PALIATIVOS: UMA REFLEXÃO SOBRE A FORMAÇÃO DOS ENFERMEIROS

Ruhena Kelber Abrão, Euzamar de Araújo Silva Santana, Marcia Pessoa De Sousa

Resumo


Uma certeza que o ser humano têm, é que irá morrer, porém, essa temática ainda causa receio, angústia e sofrimento, tanto para quem parte quanto para os que ficam. Os Cuidados Paliativos surgem numa perspectiva interdisciplinar, com o objetivo de minimizar o sofrimento e a dor causados pela terminalidade. O Enfermeiro desempenha papel importante na assistência ao fim da vida, no entanto, precisa ser preparado desde a graduação. Realizado estudo bibliográfico utilizando o método de revisão narrativa da literatura. O levantamento de dados foi realizado nas seguintes bases de dados: LILACS, SciELO e BVS. A amostra, foi selecionada a partir da variável de interesse, utilizando-se a associações de descritores (Cuidados Paliativos AND Terminalidade AND Finitude AND Morte e Tanatologia), totalizando ao final, 15 artigos e 04 livros. Constatou-se que a maioria das instituições de ensino não contempla a temática terminalidade em sua matriz curricular e quando o fazem é de forma superficial. As instituições que tem disciplinas específicas adotam metodologias ativas e construtivistas de ensinagem de modo a tornar o assunto e a aprendizagem o mais agradável possível. É necessária uma reestruturação nas matrizes curriculares de modo a contemplar a vida e sua finitude.

Palavras-chave


Cuidados Paliativos. Terminalidade. Finitude. Morte. Tanatologia.

Texto completo:

PDF


Locations of visitors to this page