A CANÇÃO DA BANDA QUILOMBO DO RIO DAS RÃS E O TRABALHO COM QUESTÕES ÉTNICO-RACIAIS ATRAVÉS DE OFICINAS PEDAGÓGICAS

Rita de Cássia Pereira, Elisabete Tâmara Galvão

Resumo


O espaço escolar reflete os problemas de sua sociedade. Na tentativa de erradicar conflitos e amarras sociais, os educadores lançam mão de ferramentas que produzam, em sua essência, encantamento, sobretudo, através da ludicidade. O objetivo deste trabalho foi utilizar Oficinas Pedagógicas e Música para discutir a diversidade étnico-racial; assim, minimizar as ações e efeitos do racismo escolar e da auto-aceitação do alunado negro e mestiço acerca de sua ancestralidade, herança cultural e estética. Como fonte de pesquisa, utilizamos o DVD da Banda Quilombo do Rio das Rãs e um grupo de alunos de escola municipal do Fundamental I, na cidade de Bom Jesus da Lapa, Bahia. Para tanto, foi aplicada Oficina Pedagógica nas diferentes turmas da instituição de ensino, com utilização de uma das canções que contempla o DVD já citado. A música, associada a práticas pedagógicas que agregam ludicidade e reflexões sobre história e cultura, insere-se, nesse projeto, como um meio eficaz para fomentar análises e debates sobre episódios de racismo e sobre a (ausência/presença) de políticas públicas voltadas às necessidades da comunidade escolar que enfrenta o racismo e seus efeitos mais nocivos. Debater o racismo, de forma direta ou indireta, é uma possibilidade de ressignificar conceitos e condutas.

Palavras-chave


Música; Educação; Relações étnico-raciais

Texto completo:

PDF


Locations of visitors to this page