PRODUÇÃO TECNOLÓGICA DE UMA INSTITUIÇÃO DE ENSINO SUPERIOR: O PANORAMA DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE VIÇOSA

Humberto Rodrigues Marques, Rafael Morais Pereira, Rodrigo Gava, Alyce Cardoso Campos, Thaísa Barcellos Pinheiro do Nascimento

Resumo


O objetivo desse estudo foi realizar um panorama dos pedidos de patentes oriundos de pesquisas acadêmicas da Universidade Federal de Viçosa, foco deste estudo, considerando o desenvolvimento de novas tecnologias através dos projetos de pesquisa, como instrumento que viabilize a geração de novos conhecimentos. A pesquisa foi definida como descritiva, com abordagem qualitativa, baseada em dados secundários coletados junto ao núcleo de inovação tecnológica (NIT) da UFV. Observou-se por meio dos dados secundários que dos 138 documentos de patentes que a UFV possui, 11% são de inventores independentes, onde dos 123 pedidos em que a UFV é depositante, 30% são por meio de parcerias com outras organizações, sendo a FAPEMIG a principal, além de diversas parcerias com outras organizações públicas e algumas instituições privadas. Verificou-se também que os centros de ciências agrárias, ciências biológicas e ciências exatas, foram os que mais tiveram pedidos de patentes, com, respectivamente, 46%, 35% e 34%, onde os departamentos que mais possuíram pedidos foram Tecnologia de Alimentos, Bioquímica e Biologia Molecular e Química. Assim, foi possível identificar a UFV como uma universidade que possui potencial gerador de novas tecnologias, principalmente por meio de pesquisas acadêmicas oriundas de programas de pós-graduação.

Texto completo:

PDF


Locations of visitors to this page