Sociolinguistica ed educazione: centri e periferie della lingua portoghese in Brasile

Matilde Maini

Resumo


As dinámicas geopolíticas atuais entre o Brasil e Portugal põem em discussão o binómio dicotómico centro/periferia, base da construção do mundo colonial, fortemente hierarquizado: o Brasil é hoje uma das maiores potências econômicas emergentes, de modo que não pode ser mais relegado ao pólo marginal do sistema socioeconômico mundial.

Como é que essa mudança de configuração geopolítica se reflete na língua do Brasil?

A partir de uma comparação metafórica entre a cidade e a língua, analisam-se os conceitos sociolinguísticos de norma padrão e de variedade para desconstruir a lógica da estigmatização linguística: depois de ter posto em discussão a visão que considera a linguagem como um conjunto imutável de regras a serem aplicadas, delineia-se uma nova perspectiva onde a língua é assumida como um continuum.

À parte teórica se segue a apresentação e o estudo de projetos que visam propor métodos educativos inovativos cujo objetivo é a criação de uma conscientização linguística, cultural e identitária.

O resultado do percurso elaborado será a constituição de uma cidade-língua contínua e pluricêntrica onde as fronteiras existem, sim, mas funcionam não como marcadores de marginalização senão como produtores do reconhecimento do Outro.


Palavras-chave


sociolinguistica, cidade, norma

Texto completo:

PDF


Locations of visitors to this page