A PRODUÇÃO CIENTÍFICA BRASILEIRA EM ESTUDOS ORGANIZACIONAIS: UMA ANÁLISE BIBLIOMÉTRICA E DE REDES SOCIAIS

Diego de Queiroz Machado, Márcia de Freitas Duarte, Fátima Regina Ney Matos

Resumo


Esta pesquisa se propõe a analisar e descrever a produção científica brasileira no campo dos Estudos Organizacionais, no que se referem aos autores, instituições de ensino superior, temas de pesquisa e metodologias. Para atingir tal objetivo, foi realizado um levantamento nos anais das seis edições anteriores do EnEO - Encontro de Estudos Organizacionais, entre 2000 e 2010. Para análise dos dados, além dos procedimentos comumente adotados em trabalhos bibliométricos, foi utilizada a metodologia de análise de redes sociais. Os resultados mostraram um crescimento constante de trabalhos a cada evento, a maioria classificada como ensaio teórico e estudo de caso, bem como um aumento no número de autores por artigo, com as instituições mais produtivas localizadas no eixo Sudeste/Sul. Ressalta-se, assim, a necessidade da realização de estudos futuros, sobretudo de natureza qualitativa, que possam indicar se essa produção científica proporcionada por essas cooperações e parcerias trouxe ganhos e contribuições teóricas e empíricas à área, contrastando assim, quantidade e qualidade na produção acadêmica em Estudos Organizacionais.


Palavras-chave


Estudos organizacionais; Bibliometria; Análise de redes sociais

Texto completo:

PDF


Locations of visitors to this page