Força Muscular e Massa Corpórea de Ratos Wistar

Marcus Vinícius Almeida Campos, Henrique Miguel, Cassiano Merussi Neiva, Arthur Rizzi Soares

Resumo


A utilização de ratos em pesquisas que procuram verificar os efeitos do exercício físico é bastante comum, inclusive em trabalhos que fazem uso de sobrecarga, entretanto a correta determinação da carga de treinamento é fundamental para o sucesso do trabalho; assim, objetivando verificar a correlação da massa corpórea de ratos Wistar com sua respectiva força muscular e a correlação do teste de 1RM com o teste de número de repetições, 40 ratos Wistar, com 90 dias de idade e pesando em média 220 gramas, foram submetidos a um programa de adaptação ao meio líquido e em seguida a testes para determinação da força máxima e submáxima. Depois de mensurada a massa corpórea total e a força muscular, foi possível observar que ocorre relação diretamente proporcional entre a força máxima e a massa corporal total em 0.97 (P≤0,01), sendo a força muscular máxima equivalente a 109% da massa corpórea total; entre a força muscular submáxima e a massa a força muscular também se verificou correlação diretamente proporcional entre as variáveis; o que nos permite concluir que o teste de força submáxima e a massa corpórea total são ferramentas eficazes na determinação da carga de treinamento de ratos Wistar.


Palavras-chave


Massa Corpórea; Força Muscular; Rato Wistar

Texto completo:

PDF


Locations of visitors to this page