APARIÇÃO E NÍTIDO NULO: O EXISTENCIALISMO NOS ROMANCES VERGILIANOS

Gabriella Rovassine da Rocha

Resumo


Aparição (1959) e Nítido nulo (1971), do escritor português Vergílio Ferreira (1916-1996), surgiram num período conturbado em Portugal, ante um duro regime político e o advento de um inovador movimento literário. Em meio a isso, as narrativas abordam, de maneira muito particular, a condição humana, o mistério do ser, a busca pelo sentido da existência e os questionamentos sobre vida e morte, através de reflexões, conflitos e indagações, mergulhados num fluxo de consciência. Assim, este artigo propõe a análise do existencialismo, tal como defendido pelo filósofo Jean-Paul Sartre (1905-1980), manifesto nesses romances vergilianos.

Palavras-chave


Literatura Portuguesa; existencialismo; Vergílio Ferreira.

Texto completo:

PDF


Locations of visitors to this page