AS RELAÇÕES DE SUBALTERNIDADE EM PRECISAMOS DE NOVOS NOMES E GAROTA, TRADUZIDA

Gabriella Gargalhão Antunes

Resumo


A proposta deste trabalho é analisar dois romances contemporâneos, Precisamos de novos nomes e Garota, traduzida, ambos construídos como versões contemporâneas do romance de formação, na perspectiva das relações de subalternidade geradas pelos processos migratórios. Ao focalizar a condição específica da migração, questões sociais de exclusão, preconceito e reconstrução da identidade são abordadas.

Texto completo:

PDF


Locations of visitors to this page